Segundo estudos recentes, o estresse já atinge mais de 70% dos brasileiros. No mundo todo, esse número pode ser ainda maior colocando a doença como um dos maiores males do século XXI. A boa notícia é que é possível aliviar o estresse praticando atividades físicas simples e prazerosas.

Rotinas puxadas, inúmeras cobranças profissionais, insegurança, caos urbano, etc. Todos esses fatores ajudam a aumentar o estresse diário de uma pessoa. Porém, ainda que algumas dessas situações não possam ser excluídas por completo, é possível melhorar o quadro adotando medidas mais saudáveis.

O Trekking, o Hiking e a Caminhada, por exemplo, são algumas das práticas que podem aliviar o estresse. Quer entender melhor o benefício de cada atividade? Então, continue lendo e confira essa postagem especial sobre o assunto.

Boa leitura!

Como a caminhada ajuda a aliviar o estresse?

Primeiramente, é preciso entender que uma das consequências diretas do estresse diário é a tensão muscular. Quanto mais estressado você fica, maiores são as dores em partes centrais do corpo, como costas e pernas.

Para ajudar nesse caso, você deve buscar atividades que melhorem a circulação do sistema nervoso. Assim, permitindo que o sangue circule corretamente e evite as tensões nos músculos. E esse “afrouxamento” é uma das características da caminhada.

Como em outras atividades, ao praticar a caminhada, você libera substâncias benéficas na corrente sanguínea, como endorfina e serotonina. Dessa forma, o seu corpo aumenta a sensação de satisfação e bem-estar e ainda consegue aliviar o estresse rotineiro.

A caminhada nesse ponto é excelente, pois se trata de uma atividade simples que não demanda nenhum conhecimento técnico para ser executada. Tendo um local espaçoso e bem estruturado, você pode realizar a caminhada e aumentar o seu bom-humor. Na lista de bons lugares para isso, estão:

Como aliviar o estresse praticando o Hiking?

Hiking é uma expressão criada pelos ingleses e significa “andar” ou “caminhar”. Embora a atividade seja de fato uma caminhada, há grandes diferenças com o exercício apresentado no tópico anterior. No entanto, o hiking também se mostra uma ótima opção para aliviar o estresse.

De maneira mais direta que a caminhada convencional, o hiking foca no bem-estar dos seus participantes e em uma mudança de estilo de vida. Aqui, a ideia de contato com a natureza é levada muito a sério, sendo uma das características da modalidade.

Essa particularidade é a razão que faz do hiking uma ótima alternativa para aliviar o estresse. Afinal, durante uma caminhada normal, costumamos perder o foco e voltar a pensar nos problemas e nos contratempos de nossas rotinas pesadas.

A falta de concentração e o pensamento constante em situações negativas dificultam o cérebro a relaxar e aumentam a tensão corporal, resultando em mais ansiedade e preocupação na pessoa.

Os benefícios da natureza

Contudo, quando a caminhada acontece em um cenário espetacular, próximo à natureza, o relaxamento flui naturalmente. O hiking é uma imersão à natureza, promovendo contato direto com um ambiente mais saudável, estimulando a produção de hormônios benefícos para o corpo humano.

Além disso, com tantas paisagens lindas ao redor, dificilmente você conseguirá pensar nos problemas ou em situações paralelas.

O bom é que apesar de ser praticado em locais mais exóticos, o hiking também é bastante seguro, podendo ser realizado por pessoas de todas as idades. A família completa, desde crianças até os idosos, pode ser adepta da modalidade.

O objetivo é permitir que pessoas comuns tenham um contato seguro com a natureza, realizando trilhas em grupo e possam retornar no mesmo dia para suas casas. Para facilitar a adaptação de todos, a atividade é feita com demarcações prévias e em locais conhecidos.

Sempre que tiver um lugar próximo à natureza e que permita uma caminhada segura, você pode transformá-lo em um ótimo ambiente para o hiking.

Como aliviar o estresse com o Trekking?

O Trekking é um alongamento do verbo “Trek”, que, não à toa, também significa caminhar. Basicamente, trata-se de uma versão mais “radical” do hiking.

A atividade surgiu ainda no início do século XIX, na época em que os europeus exploravam com afinco as regiões mais centrais do continente africano. Como os terrenos locais eram de difícil acesso, os exploradores chamavam aquela caminhada de trekking.

Com o tempo, o trekking passou a ser associado à ideia de superação de obstáculos. Toda caminhada que era feita em terrenos acidentados, pouco explorados e de difícil acesso, era considerada uma trekking.

Atualmente, o trekking tem a ligação à natureza como a sua principal característica. Assim como o hiking, a modalidade sugere uma mudança no estilo de vida dos praticantes. A ideia aqui é, de maneira mais radical, superar desafios e ser agraciado com paisagens exuberantes e belezas naturais pouco acessíveis.

Em outras palavras, o trekking é, basicamente, o que muitas pessoas chamam de “trilhar”. Ainda que o hiking também cumpra esse papel, é aqui que os praticantes adentram em terrenos e matas a fim de alcançar locais peculiares.

Para aliviar o estresse esse tipo de iniciativa é ótimo. Uma pessoa com problemas de estresse tem no trekking um antidepressivo natural, mantendo contato com a natureza, comunicação com outras pessoas e estimulando sensações de prazer e humor.

Com a questão da “recompensa” em jogo, a atividade se torna ainda mais importante. Por exemplo, ao alcançar o final da trilha – que mesmo sendo mais difícil, é totalmente possível para todos –, o corpo da pessoa se enche de satisfação e alegria, aliviando qualquer tipo de tensão anterior.

Sem dúvida, os benefícios do trekking são numerosos e essenciais para aliviar o estresse. Entre eles, podemos destacar:

  • descoberta de cenários, como cachoeiras;
  • contato direto com a natureza;
  • boas sensações.

No entanto, por apresentar um grau de dificuldade maior que às duas atividades anteriores, o trekking requer maior cuidado por parte dos praticantes. Primeiramente, é importante nunca realizar sozinho a modalidade.

Iniciantes precisam ter a orientação correta

Além disso, os iniciantes devem estar acompanhados por especialistas ou pessoas mais experientes na atividade. Por fim, os praticantes de trekking devem andar com equipamentos e itens específicos para a prática, tais como:

  • barracas de acampamento;
  • bússolas e mapas;
  • alimentos.

Enfim, atitudes simples como a prática de atividades físicas são fundamentais para aliviar o estresse a ajudar você a ter uma vida mais saudável. Além de todos os benefícios citados neste post, o trekking, o hiking e a caminhada podem ser oportunidades perfeitas para que você tenha momentos inesquecíveis com a sua família e amigos. Não se esqueça: o seu bem-estar e das pessoas que você ama não tem preço.

Que tal continuar explorando o universo do trekking e hiking e conferir o nosso post completo sobre as duas modalidades?