Fim de semana com o pé no chão? Só se for agora! Que delícia, não é mesmo? O que algumas pessoas já sabem, por experiência, as pesquisas científicas também comprovam: andar descalço faz bem à saúde do corpo e da alma.

No artigo de hoje, veja o que as pesquisas mostram sobre as vantagens de andar descalço para a sua saúde!  Tenha uma ótima leitura!

Andar descalço melhora o desenvolvimento das crianças

De acordo com os especialistas, as crianças que passam a maior parte do tempo descalças se desenvolvem melhor do que as que ficam calçadas.

Um estudo da Universidade de Stellenbosch (África do Sul) também mostrou que a prática de atividades físicas com os pés descalços aumenta o equilíbrio dos pequenos, especialmente, na idade entre os 6 e os 10 anos.

Andar descalço estimula os antioxidantes

Outra pesquisa, dessa vez, publicada no site científico NCBI, relata que a carga de elétrons existente no solo penetra no corpo através dos pés descalços. Ou seja, teoricamente, andar com os pés descalços ajudam na produção de antioxidantes pelo organismo, que destroem o excesso de radicais livres no corpo.

Como são os radicais livres os responsáveis pelo processo de envelhecimento das células, há uma melhora na qualidade do sono, redução nos processos inflamatórios e diminuição de dores musculares. Além disso, acontece um equilíbrio das alterações relacionadas aos sistemas endócrino e nervoso e até em relação ao estresse crônico.

O resultado acima é muito semelhante com o de outro estudo publicado no The Journal of Alternative Complementary Medicine. A pesquisa mostra que andar descalço também faz bem ao coração.

Aproveite os benefícios de andar sem sapatos

Somos todos parte da natureza. Até mesmo a antiga máxima de que andar descalço causa gripe, a medicina mostra que não faz sentido. Afinal, segundo os especialistas, a gripe é causada por um vírus, ou seja, não pelo contato com o solo.

De acordo com os estudiosos, o que pode acontecer são processos alérgicos em crianças, que já têm predisposição às alergias. Por isso, que elas devem evitar pisar descalças em chão muito gelado no inverno para não mudar bruscamente a temperatura do corpo. 

Abaixo, conheça mais alguns dos benefícios de andar descalço em qualquer idade:

  • Aumento da atividade cerebral

Os pés são repletos de terminações nervosas, sendo considerados pela medicina uma importante ligação com o mundo.

Assim, como a face e as mãos, eles levam uma quantidade incrível de informação ao cérebro, incrementando a atividade cerebral.

Também, ao andar descalço, há menos impacto nos pés e o despertar de terminações nervosas ativam o sistema vestibular do cérebro, consequentemente, favorecendo o equilíbrio. 

Já nas crianças, a percepção da natureza e a sensibilidade despertada com o contato dos pés com o chão possuem um caráter lúdico muito importante na formação dos pequenos.

  • Reativação de músculos

Andar descalço faz com que sejam reativados diversos músculos que ficam atrofiados pelo uso de calçados. Dessa forma, favorecemos não só o equilíbrio, mas também o apoio, fortalecendo cada vez mais os pés.

  • Pés mais saudáveis

Essa reativação e fortalecimento dos músculos se reflete em pés mais saudáveis. Por isso, andar descalço melhora joanetes e reduz a fascite plantar (inflamação de uma faixa espessa de tecido que liga o osso do calcanhar aos dedos).

Como há também melhora na flexibilidade, força e fluxo sanguíneo dos pés, a tendência é que doenças como a artrite e as varizes também tendam a desaparecer lentamente.

  • Postura mais equilibrada

Ao andarmos calçados, automaticamente, projetamos os quadris para a frente e para trás para a evitar quedas, o que acaba sobrecarregando as áreas as costas, ombros e pescoço.

Os pés descalços, por sua vez, recebem em suas terminações nervosas informações sobre o solo, que chegam ao cérebro de forma a mantermos o equilíbrio. Com isso, a postura é corrigida e a tensão reduzida, inclusive aliviando o estresse graças à menor produção de cortisol.

  • Andar descalço reduz inflamações

Hoje, um grupo imenso de doenças são causadas por inflamações, como Alzheimer, lúpus, anemia, autismo, câncer, diabetes, doenças cardiovasculares, etc.

Essas inflamações são causadas pelos radicais livres, que são combatidos pelos antioxidantes produzidos pelo aterramento dos pés descalços com os elétrons do solo.

Os radicais livres carregam partículas positivas, cujo excesso se acumula no corpo causando danos nas células e inflamações.

Como a terra carrega uma grande quantidade de partículas negativas, esse aterramento formado pelo contato direto com o solo permite que o corpo descarregue a carga em excesso de radicais livres, melhorando as condições inflamatórias.

Por tudo isso, os benefícios de andar descalço vão além de uma sensação prazerosa de conexão com a natureza, fazendo bem físico ao próprio organismo em comunhão com a terra.

Agora que você já conhece esses verdadeiros “superpoderes” de andar descalço, descubra como desconectar para conectar e como a natureza influencia na sua paz interior!